MPF/RJ cobra proteção a moradores por impactos ambientais de fábrica da CSN



MPF/RJ cobra proteção a moradores por impactos ambientais de fábrica da CSN

Foto :


Data : 21/01/2016 18:09
Cidade:Volta Redonda
Cliques : 1609
Secao:noticias

MPF/RJ cobra proteção a moradores por impactos ambientais de fábrica da CSN em Volta Redonda (RJ)

Moradores relataram problemas respiratórios e alergias decorrentes da poluição atmosférica e da poluição sonora causadas pelas atividades da f&aa


cute;brica de cal da CSN

O Ministério Público Federal (MPF) em Volta Redonda (RJ) instaurou inquérito civil para acompanhar as medidas de saúde relacionadas aos impactos da poluição sonora e atmosférica causada pela fábrica de cal da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) no bairro Siderville.

O bairro, no qual vivem 50 famílias, ganhou na década de setenta a vizinhança da fábrica de cal da CSN. Os moradores relataram ao MPF, em reunião realizada no ano passado, que muitos sofrem problemas respiratórios e alergias, e alguns são dependentes de medicamentos específicos. Na visita, a equipe do MPF pôde constatar o ruído produzido pela fábrica e sentir incômodos nos olhos e no nariz.

A partir da demanda da comunidade, o MPF cobrou medidas do município, que constituiu um grupo técnico para o levantamento das condições da saúde da população. Foi feito um levantamento populacional que identificou 54 famílias e ficou definida a implantação de uma unidade de saúde sentinela do Programa VIGIAR para o acompanhamento da população.

O MPF pediu auxílio também à Fundação Osvaldo Cruz, com a finalidade de identificar a real situação das famílias e permitir um melhor diagnóstico em razão da atividade industrial. Foi solicitado também ao INEA que encaminhe os procedimentos de que dispõe, no campo ambiental, quanto à atividade da fábrica.



GALERIA DE FOTOS
















Rua Dr. Osório de Almeida, 52 Governador Portela - Miguel Pereira-RJ (24) 2484-6155 | (24) 98111-0534 | falecom@jornalserranews.com.br


© Copyright 2017 | Jornal Serra News OnLine

DESENVOLVIDO POR :
www.riobrasil.net - www.riobrasil.com.br -